Socorro, meu cachorro está fazendo cocô na caixa!

A questão dos cachorros fazendo cocô na caixa

Um cachorro fazendo cocô na caixa pode parecer um pequeno inconveniente, mas pode se transformar em uma grande tarefa, considerando que toda a caixa precisará ser limpa, todos os tapetes ou roupas de cama precisarão ser lavados e o filhote quase sempre precisará de um banho. .

Nenhum dono de cachorro quer que o comportamento de fazer cocô na caixa se torne um hábito. Quem quer voltar depois de um longo dia de trabalho para encontrar uma grande bagunça fedorenta? Quem quer acordar de manhã com cheiro de cocô?

A importância de um bom começo

Idealmente, bons criadores apresentarão aos filhotes o ABC do treinamento potty desde tenra idade (já com 3 a 4 semanas de idade). Eles fazem isso inculcando em seus filhotes a ideia de que as áreas para comer, beber, brincar e dormir não devem ser sujas.

Para isso, criam a cadela e seus filhotes em um recinto semelhante a uma toca com uma área dedicada para comer, beber, brincar e dormir e uma área destinada para a eliminação localizada no lado oposto.

Esta área dedicada à eliminação geralmente possui um substrato especial que ajuda os filhotes a associarem caminhar sobre ela com a eliminação. Esta área pode ser coberta com almofadas de xixi, jornal, areia, grama, etc.

Além disso, bons criadores introduzirão os filhotes desde cedo em uma caixa, acostumando-os a ficar lá e ajudando-os a aprender que a caixa é um lugar para comer, mastigar, relaxar, descansar e, eventualmente, dormir em vez de sujar. A caixa é, portanto, percebida pelo filhote desde cedo mais como um quarto do que como um banheiro.

Filhotes que perdem essas importantes lições de vida podem ser mais difíceis de treinar, causando muita angústia aos donos de novos filhotes.

Identificando a Causa Subjacente

Há cocô de caixote e, em seguida, há caixote fazendo cocô, no mundo dos filhotes de treinamento potty - em outras palavras, nem todas as fezes de caixa são criadas igualmente, então pode haver vários motivos subjacentes.

Lidar com a questão dos filhotes fazendo cocô na caixa requer uma avaliação cuidadosa para chegar à raiz do problema.

Uma questão principal é: o filhote está fazendo cocô na caixa desde que você o teve ou esse é um novo comportamento que surgiu do nada? Isso pode fazer a diferença para encontrar a causa subjacente.

Com isso em mente, vamos dar uma olhada em algumas possíveis causas para cachorros fazerem cocô na caixa.

Por que meu cachorro está fazendo cocô na caixa?

Identificar a causa subjacente exata para o comportamento de fazer cocô do seu cachorro nem sempre é fácil como esperado, no entanto, com algumas informações em mãos, você está mais bem equipado para resolver o quebra-cabeça. Abaixo estão algumas dicas.

1. O filhote é muito jovem para segurá-lo

A maioria dos filhotes é recebida em seus novos lares por volta das 8 semanas de idade, embora algumas raças possam ser recebidas mais tarde porque são mais lentas para se desenvolver e precisam de mais tempo com suas mães e irmãos de ninhada.

Filhotes malteses, por exemplo, devem ser removidos de suas mães apenas quando tiverem 12 semanas de idade, recomenda o Código de Ética da American Maltese Association.

Por volta das 8 a 16 semanas de idade, a maioria dos filhotes é muito jovem para segurar o xixi e o cocô durante a noite e a maioria requer pelo menos uma ou duas viagens à noite para ir ao banheiro.

Portanto, é importante que, antes de colocar seu filhote na caixa durante a noite ou deixá-lo em casa na caixa por algum tempo, você verifique se ele está "vazio", o que significa que ele fez xixi e fez cocô.

Moral da história? Se o seu cachorro ficar na caixa por mais tempo do que consegue segurá-lo, isso resultará em acidentes na caixa.

2. A caixa é muito grande

Lembra como foi mencionado anteriormente que os criadores criam uma área para comer, beber, brincar e dormir e uma área distinta para eliminação no lado oposto? Lembre-se também de como os criadores também introduzem as caixas para os filhotes como área do quarto para comer, mastigar, descansar e dormir?

Bem, o tamanho da caixa é muito importante quando se trata de treinar o penico. Se você fornecer uma caixa muito grande, seu filhote pode aprender a fazer xixi / cocô em um canto e dormir confortavelmente no lado oposto.

Para funcionar como uma boa ferramenta de treinamento do penico, a caixa deve ser grande o suficiente para que seu filhote fique confortavelmente em pé, vire-se e durma, mas não tão grande que ele possa dormir em um canto e fazer cocô no outro.

O objetivo da caixa é, portanto, ensinar seu filhote a "segurá-lo" à medida que ele se desenvolve, porque instintivamente não quer sujar seu "quarto" (o chamado instinto de denning) e, eventualmente, alertá-lo quando ele precisar ser levado para fora.

3. O filhote é de uma fábrica de filhotes/animais de estimação ou de um criador ruim

Lembre-se de como foi explicado anteriormente em alguns parágrafos acima como criadores dedicados dedicam tempo para criar uma área específica para eliminação e como os filhotes são apresentados às suas caixas?

Bem, se você comprou seu filhote em uma loja de animais ou em um criador não tão experiente, é provável que seu filhote tenha perdido importantes lições de vida.

Filhotes criados em fábricas de filhotes e depois vendidos para lojas de animais geralmente são mantidos em gaiolas e deixados lá a maior parte do tempo. Isso apenas ensina a eles que a gaiola é a área do banheiro, então eles não têm nenhum problema em fazer cocô lá quando necessário.

Isso prejudica muito o processo de treinamento do penico, pois esses filhotes nunca aprendem a segurá-lo, eles apenas vão no momento em que sentem vontade. Uma vez apresentados ao caixote, eles o perceberão apenas como um banheiro e irão com a frequência necessária.

4. Problemas médicos

Se o seu cachorro estava indo muito bem em ser treinado para usar o penico e aprendeu a segurá-lo e não sujar a caixa, e agora, de repente, ele está tendo acidentes, dê a ele o benefício da dúvida. As possibilidades são, ele pode estar sofrendo de algum problema médico.

Ou seja, fezes mais moles e diarreia podem afetar a capacidade de um filhote de segurá-lo. A necessidade torna-se mais impulsiva à medida que as fezes são eliminadas com mais frequência e urgência.

Fezes moles e diarréia são frequentemente observadas em filhotes devido a indiscrições dietéticas (os filhotes comem coisas que não deveriam), mudanças abruptas na dieta (os filhotes são introduzidos a novos alimentos muito rapidamente), parasitas intestinais e até distúrbios potencialmente fatais, como a parvovirose do filhote, que pode ser galopante em algumas áreas.

5. Uma questão de ansiedade/estresse

Se o seu cachorro não está habituado a estar na caixa ou tem dificuldade em ser deixado sozinho ou tem medo de ruídos, isso pode levar a acidentes na caixa. Mesmo um movimento ou mudança pode perturbar a barriga de um filhote sensível.

6. Uma história de punição

Se o seu cachorro foi punido com frequência por fazer cocô, há chances de que isso possa ensiná-lo a se esconder para fazer cocô. Em outras palavras, se você pegou seu cachorro fazendo cocô no chão no passado e ficou com raiva ou frustrado, seu cachorro pode ter associado fazer cocô na sua presença com punição. Isso pode levar o filhote a segurá-lo e fazer cocô no momento em que é colocado na caixa e você sai de vista.

Como impedir que um cachorro faça cocô na caixa

Como visto, existem várias causas potenciais para um cachorro fazer cocô na caixa. Abordar o problema rapidamente é importante porque muitos acidentes de cocô na caixa podem causar uma perda gradual da aversão natural do filhote (instinto de toca) para não sujar onde ele dorme. A seguir estão várias dicas para impedir que um filhote suje sua caixa.

Excluir problemas médicos

Este é um passo importante porque a diarreia pode não resolver até que as causas médicas subjacentes sejam abordadas.Diarréia menor devido a comer algo incomum ou estresse transitório geralmente pode melhorar com remédios caseiros para diarréia canina, mas filhotes jovens devem consultar o veterinário, pois são mais propensos a ficar desidratados após várias sessões. Levar uma amostra de fezes ao veterinário para descartar parasitas intestinais durante a visita pode ser útil.

Alimente uma boa dieta

Alimentos baratos e de baixa qualidade geralmente fazem com que os cães produzam muitas fezes. Uma dieta de alta qualidade estimula menos fezes e fezes de consistência mais firme, portanto, é menos provável que você veja acidentes, pois ele não precisará ir tanto/com tanta frequência.

Agendar horários de refeições mais cedo

Tente dar comida pelo menos 6 horas antes de seu filhote ser colocado na caixa para passar a noite. Por exemplo, se o seu cachorro estiver na caixa à meia-noite, planeje alimentá-lo até as 18h. Quanto mais tarde um filhote for alimentado, maior a probabilidade de ele defecar durante a noite.

Agendar viagens mais frequentes

Tire seu filhote da caixa com mais frequência para reduzir as chances de sujar a caixa. Quando seu cachorro fizer cocô lá fora, elogie-o e recompense-o com algumas guloseimas saborosas.

Ouça seu cachorro com atenção

Às vezes, os filhotes alertam seus donos sobre a necessidade de ir ao banheiro no meio da noite, mas os donos não os ouvem. Isso geralmente acontece quando a caixa está distante do quarto do proprietário ou quando o proprietário dorme profundamente. Às vezes, uma babá eletrônica pode ajudar nesses casos. Definir seu despertador para uma viagem no meio da noite pode ajudar a evitar acidentes se eles acontecerem rotineiramente na mesma hora.

Certifique-se de que sua caixa é do tamanho correto

O benefício de uma caixa confortável é que os filhotes devem escolher entre segurá-la ou dormir em sua bagunça até que os donos estejam acordados. Um divisor de caixote pode ajudar a tornar um caixote grande mais confortável.

Use uma área de confinamento de longo prazo

Proprietários de cachorros que trabalham longas horas ou são incapazes, por algum motivo, de se levantar para levar seus filhotes ao banheiro quando engaiolados à noite devem manter seus filhotes em uma área de confinamento de longo prazo com almofadas de xixi de um lado e uma cama de cachorro em o lado oposto.

Verifique se o seu cachorro está vazio

Certifique-se de que seu filhote esteja sempre "vazio" antes de ser colocado na caixa por algum tempo. Sim, isso significa que ele fez o "golpe duplo", o que significa que ele fez xixi e fez cocô antes de ser encaixotado. Treinar seu filhote para ir ao banheiro sob comando pode ser útil à medida que seu filhote cresce.

Use produtos de limpeza à base de enzimas

Limpe a caixa com um limpador à base de enzimas (como o Nature's Miracle, que uso há anos) e lave qualquer roupa de cama na máquina de lavar, seguida de um spray de limpador à base de enzimas para remover qualquer vestígio de cheiro de cocô. Esse tipo de limpador visa destruir as moléculas de proteína na urina e nas fezes, em vez de apenas encobrir o cheiro.

Não fazer isso pode levar a defecar repetidamente, considerando que qualquer odor de cocô confirmará ao cão que a caixa é seu banheiro.

Não baixe a guarda

À medida que os filhotes melhoram em seu treinamento potty, muitas vezes, como donos de cães, podemos ficar mais relaxados porque pensamos que eles são treinados, no entanto, precisamos lembrar que eles ainda são jovens e estão aprendendo, por isso é importante permanecer vigilante. O treinamento incompleto em casa é um grande problema e pode persistir na idade adulta.

Evite punir seu cachorro!

Como mencionado, punir seu filhote por ter sofrido um acidente geralmente faz com que os filhotes aprendam a se esconder de você para fazer cocô. Filhotes espertos podem aprender rapidamente que, quando são encaixotados, geralmente são deixados sozinhos, para que possam finalmente fazer cocô sem você por perto. Alguns filhotes podem ir tão longe quanto fazer cocô na caixa e depois comê-la para esconder as evidências.

Se o seu cachorro sofrer um acidente, não fique com raiva. Tente ser proativo em vez de reativo.Apenas limpe a bagunça, lembrando-se de que seu filhote é apenas um bebê e está aprendendo e que você poderia ter evitado o acidente levando-o para passear e não o deixando sem supervisão.

Se você pegar seu filhote em flagrante, prestes a fazer cocô em algum lugar que não deveria, simplesmente tente distraí-lo e convencê-lo a segui-lo para fora até a área adequada do penico, onde ele pode finalmente ir e você pode elogiá-lo generosamente e recompensá-lo.

Crie associações positivas com a caixa

Você quer que seu filhote adore estar na caixa e associá-la a coisas boas, como mastigar algo duradouro, encontrar brinquedos e guloseimas saborosas e sentir-se confortável e seguro nela.

Uma caixa nunca deve ser usada como um local para punição ou tempo limite. Deve ser um lugar onde seu cachorro fique feliz em entrar. É claro que isso leva algum tempo, mas é muito importante.

Experimente calmantes

Existem várias ajudas calmantes disponíveis para cachorros ansiosos ou estressados. Um exemplo é uma coleira DAP impregnada com uma versão sintética feita pelo homem do feromônio apaziguador de cães, um feromônio que as mães que amamentam emitem para seus filhotes para ajudá-los a se sentirem calmos. O DAP também está disponível na forma de difusores de feromônio para cães.

Eu sempre mantenho um difusor de feromônio ligado quando crio filhotes ou os recebo para hospedagem e treinamento. Isso os ajuda a se adaptar mais rapidamente e dá o tom para introduções mais calmas em um novo ambiente.

Este artigo é preciso e verdadeiro de acordo com o melhor conhecimento do autor. Não se destina a substituir o diagnóstico, prognóstico, tratamento, prescrição ou aconselhamento formal e individualizado de um profissional médico veterinário. Os animais que apresentam sinais e sintomas de angústia devem ser vistos por um veterinário imediatamente.

Etiquetas:  Roedores Propriedade do animal de estimação Coelhos